sábado, 15 de março de 2008

Laços


É incrível como alguns laços parecem nunca se romper. Há pessoas que, não importa quanto tempo passe ou quantas coisas aconteçam, quando vc as reencontra, é como se nunca houvesse havido distância. É incrível como a gente cresce, e algumas pessoas permanecem especiais, crescem conosco; acompanham-nos. É incrível como, apesar de ser impossível, eu me lembro meio que exatamente de quando eu tinha apenas um ano de idade e puxava os cabelos de um menino gordinho que, não havia como eu saber na época, era o meu primo. Meu primo Tiago, precisamente dez anos mais velho do que eu; aquele que implicava com a Laura por causa de árvores de sagu e que, quando eu perguntei o porquê de eles estarem em Viamão tão inesperadamente, me disse que era pra comprar queijo!! Aquele que se mudou pra Londres, que visitou Paris, assistiu a shows fantásticos e escolheu a mais bonita das polonesas pra ser sua namorada. Que faz a tia Ivanise chorar sempre que embarca num avião no Aeroporto Salgado Filho, mas que prometeu voltar pra casa. Espero que volte mesmo. E ai dele que não traga a Renata junto! Porque, mesmo pra essa srta. coração de pedra aqui; doeu deixá-lo, mais uma vez, partir. TE AMO, PRIMO!

3 comentários:

Nise Toledo disse...

Menina flor,Flora...
Menina de tanto amor, ah menina!
Nas palavras, no sentimento, expressas como flores na estação mais bonita, na estação primavera.
No inverno és acalento, na noite um acalanto.
Flora , menina flor, nunca deixe de amar-me, por favor!
Carinho imenso,
tia Ivanise

Laura disse...

Que post lindo sobre árvores de sagu plantadas por mim *___*
(tri que não leu o texto 8D)
love yá, caminhão de mangas :@@@@@@

diane disse...

e eu ouvi algumas histórias desse menino aí sem conhecê-lo x) menina coração de pedra de manteiga, eu diria :P
:*